sábado, 7 de junho de 2008

TEIXEIRA DE MANAUS É O QUE HÁ...


Sim senhor, ele é referência da música instrumental amazonense. Hoje, mais de duas décadas depois de subir ao palco pela primeira vez, "Teixeira de Manaus" pode olhar para trás e ter a alegria desta conquista. A importância de seu legado jamais poderá ser contestada.
Felizmente, sua obra está disponível em coletânea lançada em sua homenagem. A caixa com dois CDs, intitulada "Homenagem ao Artista", vem com tiragem inicial de cinco mil cópias.e está disponível na loja Disco Laser.
Teixeira de Manaus foi um dos maiores vendedores de discos na década de 80" e aquele refrão: “Parárará, Teixeira de Manaus! Parárará, Teixeira de Manaus...” grudava na cabeça da gente. Nos domingos, depois do almoço só dava ele! O som alto nem incomodava a vizinhança: “.. Abra a sua porta, deixa o meu sax entrar!..”
Na música “Boi Voador” (Mauricio Pardo e Denílson Novo)do grupo “Os Tucumanus”, o nome de Teixeira é exaltado, com as honras de Boi luz de guerra.
Teixeira de Manaus é um dos patrimônios da música do Norte. Aos poucos se recupera de um período difícil que comprometeu em muito sua saúde. Aos 63 anos não sabe se poderá voltar aos palcos, mas não importa; quem foi rei nunca perde a majestade.

13 comentários:

Sandro Abecassis disse...

Lembro disto mesmo, morava na cachoeirinha nos anos 80 e Teixeira de Manaus era a trilha sonora das ruas de lazer, das casas aos domingos. Se hoje a música Amazonense tem o respeito e valor deve-se em muito ao Teixeira de Manaus.

Deice Teixeira disse...

Realmente, o refrão grudava na cabeça e não saía nunca, como aqueles zumbidos de mosca. Teixeira de Manaus, grande nome da música amazonense, grande compositor e grande pai!

PAULO ROBERTO MILHOMEM NAVA disse...

TEIXEIRA DE MANAUS É O GRANDE ICONE DA MÚSICA BRASILEIRA DO NORTE. NA DÉCADA DE 80 ERA O QUE SE OUVIA. NO MARANHÃO, ESTADO ONDE MORAVA NA ÉPOCA, FOI SUCESSO ABSOLUTO. O REFRÃO "TEIXEIRA DE MANAUS", COMO BEM DISSE A DEICE, GRUDAVA NA MEMÓRIA. AS MÚSICAS DO TEIXEIRA ERAM A CURTIÇÃO NAS FESTAS, ONDE ESTAVA SEMPRE PRESENTE NA VITROLA. FICO CONTENTE EM VER O CONSTANTE CARINHO E DEDICAÇÃO AO NOSSO GRANDE ÍDOLO. TEIXEIRA DE MANAUS SEMPRE PERMANECE MODERNO. QUEM OUVE, NÃO ESQUECE.

JUCIMAR disse...

Eu gosto de ouvir as músicas do Teixeira porque lembra a minha infância e suas músicas faziam sucesso. Aquilo sim eram músicas de verdade.

Freddy. disse...

Trabalhei em Manaus como engenheiro na década de 80 e conheci um dos mais belos rítmos da música brasileira. Teixeira de Manaus reiventou a música no Sax com uma alegria sem comparação. Hoje moro em Brasília e não me canso de ouvir suas músicas que me trazem a recordação dessa terra maravilhosa que é Manaus. Teixaira de Manaus é fantástico.

josiel disse...

Teixeira de Manaus lembra minha infância, e mais que isso, suas músicas fazem-me lembrar do meu querido e saudoso avô, que faleceu em 1998. Todo fim de tarde ele colocava para tocar os discos de Teixeira de Manaus em sua velha radiola, e ficava ouvindo e vendo o sol se pôr sentado em uma velha cadeira. Eu devia ter entre 8 e 10 anos de idade. Me emociono muito quando ouço Teixeira de Manaus, pois suas canções além de serem lindas me fazem lembrar dele. O nome dele era Anastácio Pereira dos Santos, e aproveito esse espaço nesse blog para fazer uma homenagem a ele: Saudades vovõ!!!

Harlen Magalhães disse...

Acho que eu tinha 7 ou 9 anos. ”Abre a sua porta deixa o meu sax entrar” era a música do momento. Inesquecível!

enfermeiro disse...

acho q sou fã de todas as músicas do Teixeira e gostsria de compra um cd dele e naum consigo achar. o q faço?

Omega rugal disse...

Lembro da minha infancia...devia ter uns 10 anos...texeira de manaus foi um grande sucesso na decada de 80..faz lembra os passeios de barco ao domingos saindo de manaus ao interior...bons tempos

Omega rugal disse...

você ta em manaus enfermeiro? na disco laiser no centro da cidade tem a coletanea...

Junior Castro disse...

O primeiro cd de saxofone solo que adquiri foi o do grandioso Teixeira de Manaus. Lembro que ouvia horas e horas do dia suas músicas e seu fraseado, técnica, expressão entre inumeras qualidades que me inspiraram e incentivaram a dar continuidade à minha carreira musical. Ná época (por volta do ano de 2007), eu estava ingressando no mundo da música, e apesar de não ter muita experiência, fui incorporando suas músicas no meu repertório, acompanhado por amigos da parte harmônica. Em pouco tempo toquei suas músicas nas bandas que eu participava, e, ainda morando em Manaus, lembro que alguns amigos me chamavam de "Teixeirinha"! Para mim foi uma honra muito grande poder ter trilhado o caminho musical, iniciando com a análise da obra do mestre Teixeira, e percebendo sua importância para a história da música popular brasileira, e acima de tudo, seu legado como saxofonista! Hoje trabalho como saxofonista em orquestras, em estúdio, entre outras coisas. Mas posso dizer que trilhei esse caminho com a ajuda "espiritual" transmitida através da essência musical de suas obras. Sinto muito mesmo por não o ter conhecido pessoalmente quando ainda morava em Manaus, mas não conseguia localizá-lo. Espero um dia ter a oportunidade de agradecê-lo pessoalmente por tudo o que ele proporcionou e proporciona com sua música genial e sublime! Saudações musicais!

Anônimo disse...

LEMBRO NA ÉPOCA DA MINHA INFÃNCIA MEUS PAIS E VIZINHOS,OUVIAM E DANÇAVAM AS MUSICAS DESSE MESTRE.PARABENS POR TUDO QUE FEZ PELA MUSICA.LOCAL.

Anônimo disse...

sou fã incontestável de Teixeira de manaus; e deus deu
a mim e minha esposa o dom de dançar bem as músicas dele, tanto que as pessoas param para ver. é uma pena que não o encontro mais nos palcos; entretanto, sempre mando os cantores de brega dos clubes, por onde a gente sai, tocar as músicas deste grande cantor. Eu tenho um grande sonho: que é dançar com minha mulher no palco, sendo Teixeira de Manaus o astro da festa, mas eu acho, pelas circunstâncias, mais fácil ganhar na mega-sena. mas tudo bem.
Charles souza coelho, 13/08/12